A LISTA

Essa também é de meu tempo de tomateiro, peão, como aprendi cedo em fábricas que trabalhei, é a imagem do cão, pois é, na falta do que fazer na sexta feira após o expediente, entre uma e outra gelada, cismaram de fazer uma lista dos viados que trabalhavam na fábrica, isso mesmo, naquela época não tinha politicamente correto, era viado mesmo e pronto:  no domingo em um passeio que fizemos para a ilha de Curaçá, o burburinho chegou aos meus ouvidos, tinham nove viados identificados entre nós.

A partir da segunda feira a lista foi crescendo na medida que o burburinho chegava a outros ouvidos, viados ou não, a lista cresceu, cresceu e cresceu, colocados lá por quem era viado oficial ou apenas de sacanagem para ver alguém com raiva, o nome ia imediatamente para a lista, como tudo que começa tem fim e o caso dessa lista dá para escrever um romance completo, vou apenas encerrar a presepada quando um colega de trabalho que aqui vou chamar de Santos, mas poderia ser Silva ou Almeida agiu.

Santos, recebeu alguns telefonemas no setor onde trabalhava e, ao atender apenas ouvia: Santos você ta na lista, depois de alguns você ta na lista, ele foi saber do colega de trabalho que lista era aquela, não sabia ele que o colega era quem pedia para que a peãozada ligasse pra lá lhe dizendo que seu nome estava na lista, o colega saiu e disse que ia investigar que lista era aquela, voltou algum tempo depois, fez cara de sentido e revelou ao pobre Santos, que sentia muito mais o nome dele estava em uma lista de viados:

Daí, que Santos fez sua própria investigação e ao achar que havia descoberto os autores da lista, agiu como aqueles Nordestinos lá de nóis, sacou a peixeira enquadrou os dois que havia identificado e pediu que eles apresentassem mulher, mãe e por aí que ele ia mostrar quem era viado, com a faca roçando o buxo, os brincalhões, que nem estavam na rodada que originou a lista fizeram mea culpa se desculparam e nunca mais quiseram botar ninguém em lista nenhuma.

Falo isso a despeito da lista de Fachin, que também dizem de Janot, mas, que já foi de Teori, e parecendo com a peãozada da fábrica, os membros do ministério público junto com procurador de república e toda essa gaiatada, de forma irresponsável foram enxertando a lista e colocando gente a seu bel prazer, e, mais uma vez parecendo os peões da fábrica deixavam escapar alguma coisa, para depois liberar o listão causando apreensão e medo em muita gente, não que não tenham viados na lista.

Mas, viadagem e irresponsabilidade tem que ter limite, igual a lista da fábrica, essa aí tem gente se vangloriando de não ser viado sozinho !!! opa corrupto, sinto a falta do velho Santos, munido de sua peixeira, provavelmente faria essa conversa de lista logo logo chegar ao fim.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: